Oi gente! Finalmente depois dessa reforma louca que eu fiz aqui, estou de volta. Pra quem não sabe, dei uma "sumida" pois estava querendo mudar o layout do blog, mas aconteceu que a pessoa que eu iria pagar para mudar tudo só enrolou, enrolou, enrolou e não o fez, tendo assim que eu mesma dar um jeitinho.
      Para compensar o tempo em que estive fora, em dezembro terá post quase todos os dias, espero que gostem e acompanhem lá no meu instagram a tag #kahtododia.

       E nada melhor para começar o mês do que a resenha de um livro (que eu ameeei) da nossa parceira aqui do blog, Vida e Consciência. 
       
TÍTULO:  Entre o amor e a guerra
NÚMERO DE PÁGINAS: 320 páginas
AUTORA: Zíbia Gasparetto
EDITORA: Vida e Consciência
SINOPSE: Marcada por fortes emoções e permeada por uma constante atmosfera de tensão, a história de "Entre o amor e a guerra" se passa na Alemanha, em meio aos horrores da Segunda Guerra Mundial. Ditada pelo espírito Lucius, a obra traz o drama de Denizarth Lefreve, combatente francês que, gravemente ferido no "front" e prestes a ser capturado, assume a identidade de um oficial nazista que ele matara.

Fingindo perda de memória, o protagonista é acolhido pela família do soldado alemão Ludwig e passa a residir em pátria inimiga. Com o desenrolar do enredo, porém, ele percebe que a guerra nada mais é do que um jogo de interesses, que coloca em lados opostos seres humanos com os mesmos anseios e valores.

         Muitas fotinhos porque eu realmente gostei do livro hahahahaha
        Bom gente, confesso pra vocês que no início da leitura eu achei que não iria gostar, tanto que fiz ela se arrastaaar. Acontece que o primeiro capítulo é uma "introdução", no segundo começamos o diário de Denizarth e eu estava completamente perdida, não fazia ideia do que estava acontecendo. (Mas fiquem tranquilos, no final todas as dúvidas são esclarecidas 💗)
        O diário de Denizarth se passa na segunda guerra mundial, onde ele lutava pela frança e após vencer o combate corpo a corpo com um alemão, longe de todos, teve a brilhante ideia de mudar de roupa com o mesmo já que estava ferido e se passasse por alemão, ganharia cuidados. Denizarth passou então a ser Kurt Miller.
       Fingindo aminésia e alguns sérios problemas (já que não podia dar pistas de sua real nacionalidade) teve que abandonar a guerra e foi para a casa de Ludwig. Agora como Kurt, Denizarth ajudava na organização da casa. Com o tempo acabou se envolvendo com Ana, irmã de Ludwig e mais para a frente tendo o Karl como seu primeiro filho.
       Tudo ia as mil maravilhas na casa que agora o nosso Kurt podia chamar de sua, mas como toda mentira um dia é descoberta, descobriram sua real identidade e acabaram o acusando de espião. Separado de sua nova família e sob tortura dos alemães, Kurt viu a morte de perto.
              Outra pessoa com uma enoorme importância na história é Gisele, irmã de Denizarth. Gisele passa por um grande sufoco pensando até em tirar sua vida e acha no meio espírita uma salvação. 
       Anos depois (e pulando uma grande parte na história), depois de toda a guerra passar, Denizarth está a salvo com sua família mas sem um grande pedaço no coração já que ao acharem que era um espião francês, foi separado de Ana e de seu filho.  Em uma "missão" no orfanato para ajudar crianças orfãs e pais que assim como ele perderam seus filhos, ele acaba tendo um grande apego por Hans e mais para frente, acaba adotando o menino.
       Grandes reviravoltas acontecem quando Denizarth reencontra Karl e Ana, desmentindo todas as mentiras que tinham contado para ele. 
       Com um final incrível e uma história rica em lições para nós mesmos, posso dizer que eu estou encantada até agora com a leitura. 


       Sempre quando eu recebo algum livro logo leio a parte de trás dele para ter uma base do que irei encontrar. Atrás desse temos um texto escrito pela Zíbia falando sobre a história, o que mais me motivou a ler logo foi a seguinte parte:
"Na história de Entre o Amor e a Guerra, uma cena dramática entre Ludwig, Denizarth e Hans desenrolou-se com tal autenticidade e rapidez - sem que eu pudesse prever ou impedir - que me fez cair em prantos. Naquele dia, não pude continuar a escrever..."
        Na hora pensei "aaah, nem deve ser algo tão pesado assim, preciso ter minha opinião sobre", pronto! Parti meu coração em um milhão de pedacinhos!
       O livro nos tras diversos ensinamentos e entre eles está que o perdão liberta. Nos prender em algo ruim que aconteceu no passado com a intenção de nos vingarmos só faz com que nossa mente esteja presa naquilo e nos impossibilita de crescer.
       Outra coisa que praticamente está escrita nele é que tudo o que plantamos nós colhemos. Ao fazer o bem sem esperar nada em troca, na hora que menos esperarmos ele vem, é tudo fruto do destino.

       E pra fechar com chave de ouro, ainda tem essa folhinha no final para colorirmos do jeito que desejarmos. Aaah, eu tô apaionada!!

38 Comentários

  1. Oii Kah, tudo bem?
    Eu não gosto de livros que falem de tragédias/guerras mas adorei sua resenha e confesso que fiquei bem curiosa com esse, rs. Anotei a dica, beijão!!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Joana, tudo ótimo e com você?
      Também não sou chegada em livros assim, mas esse mostra que por mais que as coisas estejam dificeis, tudo melhora. <3

      Delete
  2. Olá, tudo bem?
    Não conhecia esse livro e fiquei muito instigado a ler, gosto de livros com temas nesse estilo. Vou ver como está o preço para comprar, abraço!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oii Roberto, tudo sim e com você?
      O preço não está caro e no site da editora pode ser feito em até 5x, não dá para perder haha!
      Volte sempre!

      Delete
  3. Gosto muito dos livros dessa editora pela pegada espírita e a sensação de que tudo fica bem. Sempre que acabo uma leitura saio com o coração leve e a mente aberta. Esse eu ainda não li, mas pretendo em breve, ótima resenha.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Exatamente essa sensação que eu tenho! Esses livros nos deixam leves, fico feliz que você tenha gostado, volte sempre Amanda, beijos!

      Delete
  4. Oi, tudo bem?
    Fico muito feliz em ver que cada dia mais pessoas conhecem mais do espiritismo e gostam. Fiquei curiosíssima por esse livro da Zíbia, ainda não o li mas pretendo em breve. Sou fã da autora.
    beijos!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oii Isabella, tudo ótimo e com você?
      Eu conheci através dos livros dessa editora e fui sabendo mais a respeito, hoje em dia sigo e adoro saber mais ainda. Também sou fã da Zíbia, super recomendo esse livro. Beijos.

      Delete
  5. Ameiiii sua resenha, quero ler pra ontem! hahaah
    Fiquei muito curiosa, beijo

    ReplyDelete
    Replies
    1. Que bom que gostou! Super recomendo essa leitura, beijos!

      Delete
  6. Eu nunca li nada da autora e o gênero também não me atrai para a leitura, mas eu sempre vejo ótimos comentários sobre os livros dela e sei que para o público que gosta os livros são realmente muito bons. Gostei de ler a tura resenha e de conhecer esse livro através dela.

    ReplyDelete
  7. Oi Kah! Gostei muito de saber mais a respeito desse livro, mas confesso que não é o estilo que me chama muito a atenção, sou fã dos romances adolescentes kkkk, beijos!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oi Maria! Dê uma chance, vale a pena kk. Beijos

      Delete
  8. Oiee
    Ameii sua resenha, muito bem escrita. Sobre o livro, ainda não conhecia mas já adicionei ele a lista de desejados, porque me parece ser bem emocionante e lindo de se ler, já quero.
    Bjos, Bia! 💋

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oii, tudo bem?
      Fico feliz que tenha gostado. Com certeza, o livro é muito emocionante,assim que ler vem me contar! Beijos

      Delete
  9. Já conhecia a Zibia, apesar de nunca ter lido nada dela. Acho que deve ser uma leitura confortável e bem interessante. Espero um dia poder ler alguma obra dela. Adorei a resenha! Boa sorte com o blog :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Com certeza é sim, assim que ler venha me contar o que achou, haha. Beijos!

      Delete
  10. Olaaaaaa
    Poxa que chato, pior que sei como é isso de quere mudar e a pessoa enrolar kkkkk, mas amos a sua resenha.
    Quase nunca vejo resenhas de livros espiritas, tenho algumas para postar (Novamente Juntos é o meu favorito), sempre que dá eu leio pois minha mãe tem muitos livros, e cada história linda .....
    Adorei sua resenha e as fotos estão lindas.

    Jis Rocha
    Blog Cáa Entre Nós

    ReplyDelete
  11. Oi, Kah! Nunca li nada da autora, geralmente os livros dela nunca me chamaram muito a atenção, mas curti muito sua resenha. Talvez um dia eu dê uma chance a ele.
    Bjs
    Lucy - Por essas páginas

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oii, Lucy!
      Na primeira vez que vi um livro da Zíbia também não me chamou atenção, mas após ler "Nada é por acaso" meu interesse só aumentou, rs. Dê uma chance, vale a pena!

      Beijos

      Delete
  12. Confesso que os livros dessa autora nunca me chamaram tanta atenção, na verdade eu acho que nunca tinha lido uma resenha deles, mas Entre o Amor e a Guerra me deixou bastante fascinada, tanto pelo fato do personagem esconder sua verdadeira identidade e as consequências disso, quanto por se passar numa época histórica que me deixa curiosa. Espero gostar da leitura tanto quanto você, fiquei curiosa pra saber esse momento emocionante <3

    Beijos!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Olá, Haise. Tudo bem?
      Fico feliz que a minha resenha tenha despertado interesse em você, o livro no começo é um pouco maçante mas com o passar das páginas fica quase impossível de largar a leitura, rs.
      Beijos!

      Delete
  13. Ola tudo bom?! Que resenha maravilhosa adorei!!! Amoo qualquer historia que envolva guerra kkkk principalmente a segunda guerra mundial! O livro parece ser ótimo daqueles que é meio maçante no começo mas depois fica bom, alias todos os livros que envolva guerra geralmente não assim kkk mas sempre são ótimos no desenrolar da historia, fiquei super curiosa para ler, parabéns pela resenha.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Oii Stheffany, tudo sim, e com você?
      Eu confesso que não sou muito de histórias que envolvam guerras, mas adorei essa, haha.
      Beijos!

      Delete
  14. Olá!

    Não sou fã da Zíbia por causa do gênero que ela escreve, mas achei essa premissa interessante. Não vou prometer leitura, mas quem sabe um dia eu arrisque?

    ReplyDelete
    Replies
    1. Com certeza você iria adorar a leitura, te recomendo também "Nada é por acaso", é bem mais leve mas com a mesma pegada, haha.

      Delete
  15. Já li alguns livros da Zibia Gasparetto que gostei bastante, acho muito legal o tipo de livro que ela escreve.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ReplyDelete
  16. Olá Kah,
    Ainda não conhecia esse título, mas fiquei interessada em fazer a leitura, pois adoro livros do gênero. Fiquei muito contente por você ter curtido essa leitura, apesar de ela ter se arrastado. Acho muito legal quando tiramos tantos ensinamentos de uma trama como parecemos tirar dessa.
    Vou super anotar a dica.
    Beijos,
    http://www.umoceanodehistorias.com/

    ReplyDelete
  17. Olá,

    Livros desse gênero não me atraem, as vezes as premissas até atiçam minha curiosidade, porém se pego para ler não consigo avançar na leitura e acabo desistindo, o que é uma pena, pois já li comentários muito bons. Com certeza, quem curte esse estilo, irá adorar a dica, infelizmente deixarei a dica passar.

    Beijos,
    oculoselivrosblog.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
  18. Olá!
    Acredita que ainda não li um livro da Zíbia Gasparetto? Tenho muita vontade de conferir a escrita dela, pois adoro os livros do gênero. Fiquei interessado nesse, mesmo não gostando dessa parte da guerra.

    Abraço!

    ReplyDelete
  19. Olá, tudo bem!Normalmente não sou muito chegada em livros/romance sobra a guerra, mas adorei sua resenha, muito bem feita, me deixou com uma enorme curiosidade sobre esse livro e seu desfecho, quem sabe não crio coragem e leio! Abraços

    ReplyDelete
  20. Já tive tantos problemas com layout e quando finalmente acabou eu comecei uma reforma na minha casa, doideira, não consigo deixar nada em dia. Enfim... Já tive o prazer de ler 2 livros da Zíbia e ambos
    me fizeram refletir, de alguma forma tocando em mim. Não conhecia este livro em particular, mas está lindo e a trama parece perfeita. Dica anotada.

    Beijos
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
  21. Oi Kah,
    Eu gosto de histórias com o cenário da guerra, não há como não nos emocionarmos com elas, sempre há alguma lição. Mas pensei que esse livro fosse de religião, pois essa autora, salvo engano é de livros espiritas.
    bjs.
    Pri.
    http://nastuaspaginas.blogspot.com.br/

    ReplyDelete
  22. Oi! Depois der Violetas na janela, fiquei muito interessada em conhecer outras histórias psicografadas. O tema da obra em questão também é bastante instigante, pois tudo sobre a 2ª Guerra Mundial me atrai. Dica anotada!

    ReplyDelete
  23. Olá, nunca li nada da autora e achei bem interessante o que você apresentou nessa resenha.

    Espero um dia poder ler também.

    Abraços

    ReplyDelete
  24. Não conhecia ela mas já me apaixonei, obrigada mesmo. Otima escrita, bjs

    ReplyDelete
  25. Não conhecia, mas já me interessei logo pelo nome é pela capa! Hahaha E ele parece trazer uma mensagem muito linda, né? Vou salvar na minha lista aqui!

    Um beijo, Pri

    ReplyDelete